Vereadores de Juazeiro discutem UPA e a crise na saúde pública

por adm publicado 21/05/2019 10h10, última modificação 21/05/2019 10h21
Neguinha da Santa Casa, Anderson da Iluminação, Florêncio Galdino, Charles Leal, Anastácio, Alex Tanuri.
Os discursos na Câmara de Juazeiro, na noite desta segunda-feira (20), foram relacionados à saúde. No último final semana foi divulgada nas redes sociais a informação que a Unidade de Pronto Atendimento de Juazeiro iria encerrar as atividades. Os vereadores se posicionaram e o presidente Alex Tanuri (PSL) pediu união de todos.
Neguinha da Santa Casa 
A vereadora, Neguinha da Santa Casa (MDB), criticou a informação do fechamento da unidade de saúde. “As pessoas precipitadamente anunciaram que a UPA vai fechar. Quantos atendimentos nós temos na UPA de Juazeiro? E quantos pacientes são da cidade? A maioria dos pacientes é de fora. Deveria ser só para os pacientes de Juazeiro por que a participação dos outros municípios é mínima possível. Hoje o que nós recebemos é 300 mil reais, mas o que se gasta é um absurdo, é mais de 1 milhão de reais”, disse
“Juazeiro não suporta mais. Nós queríamos que todos os municípios se responsabilizassem por seus munícipes, mas isso não acontece”, lamentou. 
Anderson da Iluminação
Sobre a veiculação que a Upa iria fechar, o vereador, Anderson da Iluminação (PP), considerou como terrorismo. “Isso se chama terrorismo com as pessoas. A nossa UPA atende cerca de 7 mil atendimentos por mês, desses cerca de 2 mil são de outras cidades. Quem paga a conta? É a Prefeitura de Juazeiro. É esse assunto que debatemos, inclusive já fizemos reuniões com o prefeito que foi bem claro e disse: ou o governo Estado nos ajuda, juntamente com o Federal ou teremos que tomar outra providencia. Inclusive já aprovamos o Projeto das Organização Sociais, é um caminho e demos essa oportunidade ao prefeito”, pontuou.
Florêncio Galdino 
Florêncio Galdino (PDT) por sua vez ressaltou que o compromisso do município é com seus habitantes. “Nós juazeirenses estamos pagando um preço muito alto por essas pessoas que vem de fora. Juazeiro está penalizando os seus pacientes justamente por uma obrigação que não temos. O compromisso do prefeito e desta Casa é com o povo de Juazeiro”, destacou.
Charles Leal
Já Charles Leal (PDT) disse que é preciso buscar uma solução, mas que não se pode culpar o Governo do Estado. “Mais uma vez eu defendo o governador do Estado da Bahia, Rui Costa. Dizer que ele não fez investimento na saúde é um engano e uma mentira. Agora vai inaugurar uma Policlínica, um Hospital de Oncologia. Há pouco tempo atrás foram entregues mais de 1 milhão de reais em matérias no Hospital da Criança e na Maternidade. Um tomógrafo que custa mais de 5 milhões foi trazido de fora do pais para Juazeiro. A saúde não é só a UPA e a maternidade, são os postos de saúde, o atendimento básico. Vamos cuidar disso”, declarou.
Anastácio
Anastácio (PC do B) pediu que o Governo do Estado ajude a saúde de Juazeiro. “Nós não podemos ficar, de forma alguma, calados. Por que é um problema que vem se arrastando há anos. Nós não somos subservientes de governo. Vereadores foram colocados pelo povo, e se clamam, temos que dá resposta. Tenha certeza que nosso prefeito tem suas dificuldades e ele tem passado situações para nós. Se alguém pode nos ajudar é o governo do Estado. Se o governo está ajudando outras cidades, por que não Juazeiro. O Governo tem que tomar responsabilidade”, lembrou.
Alex Tanuri 
O presidente Alex Tanuri encerrou a sessão dizendo: “Parece que a oposição em Juazeiro continua do mesmo jeito... Ainda continua no palanque, ainda continua no discurso” e dirigindo-se à oposição voltou a conclamar: “Vamos aproveitar oposição de Juazeiro” O Presidente (Bolsonaro), está aqui sexta-feira. Vamos lá pedir ajuda, soluções e não perseguição. Vamos ajudar. É um momento de dificuldade, não importa se é o PC do B, o PT, não importa se é o PSL que está no poder. Quem está sofrendo é o povo de Juazeiro, da Bahia e do Brasil”.
“É isso que eu peço, como Presidente da Casa, como chefe de um poder, juntamente com esses vereadores que querem buscar uma solução o mais rápido possível”, encerrou.

Eudes Sampaio 
Assessoria CMJ
error while rendering plone.comments