Trajetória de Luta e Resistência do PC do B é lembrada na Câmara de Juazeiro

por adm publicado 26/03/2019 12h10, última modificação 26/03/2019 12h12
Trajetória de Luta e Resistência do PC do B é lembrada na Câmara de Juazeiro

Na noite desta segunda-feira (25), a Câmara de Juazeiro fez uma homenagem ao Partido Comunista do Brasil (PC do B) que completou 97 anos no último dia 22. O Presidente da Casa, Alex Tanuri (PSL) e os vereadores, Inaldo Loiola (PC do B), Anastácio (PC do B) e Reinaldo Sabino (PC do B) se pronunciaram e parabenizaram lembrando grandes feitos da legenda pelo país e no município.

Alex Tanuri foi o primeiro a falar da importância do PC do B para Juazeiro. “Queria parabenizar o Partido Comunista do Brasil, que há 10 anos faz a gestão do município caminhando para o 12º e com fé em Deus o 16º. Tem história no Brasil, na Bahia e já fez história em Juazeiro desde 2009. É uma gestão que ensinou ao povo da Bahia como se trabalha”, disse.

Já Inaldo Loiola lembrou das principais características da ideologia o partido. “Exatamente há 97 anos era fundado o Partido Comunista do Brasil, partido que enfrentou vários problemas durantes sua existência. É um partido perene e que tem DNA, tem história da qual me orgulho muito em participar. É o único partido que fui filiado e hoje estou vereador nesta casa”, comentou.

“É muito fácil alguns partidos defenderem banqueiros, grandes empresas, grandes fortunas. Mas defender o povo, os trabalhadores, os oprimidos e os negros é muito difícil. Durante o militarismo o PC do B foi o partido o que teve mais pessoas presas oprimidas, mutiladas e sequestradas”, complementou Inaldo.

O vereador citou também as lideranças do partido. “Tem como presidente a vice-governadora do Estado de Pernambuco, Luciana Santos; nos quadros da direção do Estado, o nosso Davidson Magalhães e que tem como presidente aqui no município o ex-prefeito Isaac Carvalho”, concluiu o parlamentar.

Por sua vez, o vereador Anastácio, utilizou a tribuna e homenageou as mulheres do partido que estão em cargos de liderança na gestão municipal. “Sabemos da importância do PC do B em defesa da democracia, dos direitos adquiridos. Eu quero mais do que nunca agradecer as mulheres do partido que nos representam nas secretarias”, disse.

E continuou. “Quitéria, Patrícia, Maria de Lurdes, Maria José, Carmem de Maniçoba, Sandra Timóteo, Alfeísa, Virginia, Amanda, enfim todas as mulheres que sempre estão da linha de frente defendendo as minorias. É um partido que sempre esteve à frente das lutas”, pontuou.

“Nós sabemos que em nossa região, em nossa cidade o quanto o PC do B tem melhorado as vidas das pessoas. O quanto o partido através do ex-prefeito, Isaac Carvalho que tem mudado a história, pagina do livro de nossa cidade e que vem fazendo história nessa cidade”, salienta Anastácio.

Reinaldo Sabino ressaltou que Juazeiro hoje é uma cidade diferente. “Queria aproveitar o momento para parabenizar o nosso partido e também ao nosso deputado estadual, Zó, um dos grandes combatentes deste partido, um grande guerreiro. Foi ele quem motivou Isaac a ser candidato a prefeito e juntamente com o projeto Juazeiro hoje é uma cidade diferente, uma cidade ótima para se viver”, concluiu.

O PC do B

Os primeiros anos do Partido Comunista do Brasil, que vão da fundação do Partido a 1930, indicam o esforço de criar no país uma cultura socialista. Fundado em 25 de março de 1922, o partido congregou sob a mesma legenda os comunistas até o desmembramento internacional deste movimento, ocorrido a partir do XX Congresso do Partido Comunista da URSS, em 1956. No Brasil, essa cisão atingiu a direção que reconstruíra o Partido dos golpes sofridos pelo Estado Novo de Vargas.

Em 23 de maio de 1985, o Partido Comunista do Brasil conquistou a legalidade, como fruto da democratização, obtendo seu registro no TSE. Nas eleições de 1986, o partido elegeu 5 constituintes. A legalidade abriu uma nova etapa na vida do PCdoB, criando vínculos mais estreitos com o povo e articulação mais complexa de diferentes frentes de luta.

 

 

error while rendering plone.comments